sábado, 21 de janeiro de 2012

Resenha: Dezessete Luas

Título: Dezessete Luas - Beautiful Creatures, #2
Autor: Kami Gracia & Margareth Sthol
Editora: Galera Record
Páginas: 462
Ano: 2011
Nota:4/5
ISBN: 9788501086921

Sinopse

Juntos, Ethan e Lena podem enfrentar qualquer ataque de Gatlin. Ao menos era assim que funcionava antes de Lena sofrer uma perda trágica e começar a se afastar e gaurdar segredos que estão testando o relacionamento. E agora que Ethan abriu os olhos para o lado negro de Gatlin, não há como voltar atrás. Assombrado por estranhas visões que somente ele consegue ver, Ethan vai sendo puxado cada vez mais para dentro da história confusa de sua cidade.


Dezesseis Luas havia me impressionado muito com um enredo totalmente diferente e elementos inovadores. O que mais me chama atenção nessa série é que as autoras conseguem trazer para ficção, fatos históricos, lendas, costumes e outros links para criar o universo que Gatlin representa.
Em Dezessete Luas, a história se torna mais sombria do que seu antecessor, pois Ethan e Lena terão que enfrentar o preço pela tragédia e a inevitável invocação da Décima Sétima Lua. Para eles não há somente uma coisa em jogo, entre elas o amor e até a....vida.

Estava muito ansioso para ler esta continuação, o final de Dezesseis Luas me deixou com esperanças de que esse preenchesse algumas lacunas que ficarão para trás. E foi o que aconteceu, muitas perguntas a respeito do universo dos conjuradores e outros seres são explicados aqui, foi uma surpresa ter conhecido alguns que nunca haviam passado pela minha cabeça. O elenco de personagens aumenta e o que significa que as incertezas a respeito da índole de cada um deles é posta frequentemente em dúvida, pois, há sempre um acontecimento novo e eles surgem de formas mais inesperadas possíveis. Além de conhecer a fundo o mundo dos Conjuradores, iremos descobrir a ligação e a importância que Ethan representa para este outro mundo, e as influência que poderá causar tanto em sua vida quanto na de Lena.

O início do livro achei um pouco cansativo, as páginas iam se arrastando com a depressão de Lena, que dominada pela sentimento de culpa mergulha em uma aversão de todos aqueles que sempre estiveram ao seu lado, mas após umas 150 páginas a história engata e não consegui parar de ler. A história tem um ritmo ótimo, o fato do romance entre os protagonistas não ser o foco e a entrada de novos personagens, fez com que eles se destacassem ao longo do enredo. 

Os elementos já conhecidos como lutas, magia, pactos e decisões tem uma peso maior e muito, muito impressionante, ao longo da narrativa acreditava que não haveria saída para os nossos heróis mas, todas as ações conduziram a um final  digno e me deixou sedento por "Dezoito Luas".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba as últimas atualizações

Receba as novidades no seu email

Clique e some